sábado, 13 de outubro de 2007

19 anos...

Meu pai e eu no zoológico, em janeiro de 1981


O tempo voa... Conheço pessoas que não tem essa idade e já tem esse tempo todo que você foi embora.

É estranho sentir mais falta agora, tanto tempo depois. Apesar da excelente criação que eu tive, acho que em alguns pontos você fez falta e isso está dando pra notar agora.

Sei que você queria ter visto eu e meu irmão formados. Ano passado quase chorei vendo o vídeo da formatura dele, pensando que você queria ver aquilo. Acho que, onde quer que esteja, você deve ter visto tudo isso, deve estar acompanhando nossas conquistas e deve estar orgulhoso também.

E daqui eu só posso dizer que te amo, pai.

5 comentários:

Diego Fagundes disse...

puxa vida, ótimo texto...

Vanessa disse...

É, querido, muita força nessa hora... saudade dói...

beijos

Danfern disse...

E se...?

É, a gente nunca vai saber como teria sido se eles não tivessem ido tão cedo...

Apesar de vc ser muito novinho na época, que bom que vc guarda boas lembranças...e que soube conservar/enxergar o que realmente importa: fica a saudade (que realmente dói), mas felizmente é acompanhada de amor, carinho, respeito, admiração...e da gente, na nossa vida, tentar fazer jus à memória deles...

É engraçado, mas anos depois, eu me lembro de tantas coisas que o meu pai dizia ou fazia, que na época eu nem dava tanta importância... E hoje eu vejo que eram únicas...e também ajudaram a construir, de algum modo, o que eu sou hoje...

(desculpa se falei alguma bobagem...)

Adao Braga disse...

Eu sinto o mesmo, com a enorme diferença de que o meu ainda é vivo!! Mas, nós perdemos muito mesmo.

Depois eu volto para terminar

Marciel disse...

Ah, então quer dizer que seu pai faleceu há 19 anos?
É bom saber um pouco mais das pessoas.
O meu blog está em novo endereço, mas continua acessível a partir do http://jornaloide.com
Fui!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails