domingo, 25 de novembro de 2007

Pôr-do-Sol

Matando logo a curiosidade sobre o outro post, a cena que eu citei no final do texto foi o pôr-do-Sol em alto mar.

Não sei se algum de vocês já pode assistir a um desses a 180km da costa, longe de tudo, sem poluição, com poucas nuvens, o suficiente apenas para pintar o céu, apenas um navio para quebrar o horizonte...

Acima das nuvens o céu azul, a luz do Sol amarela batendo por trás delas, abaixo o céu amarelo. O mar perfeitamente azul (ele é azul até quando está chovendo) completa o cenário...

O Sol parece mesmo entrar na água e a gente pode ver até o último pedacinho dele se escondendo no horizonte.

E aquele pôr-do-Sol só eu vi... Outros devem ter visto de outros lugares, em outros momentos, mas aquele, daquele lugar, só eu vi. Tive que bater palmas no final e agradecer pelo showzinho que Deus fez pra mim naquele dia.

Não, nenhum pôr-do-Sol no Arpoador, nas montanhas, em lugar nenhum se compara àquele, sem nada em volta, sem fumaça, neblina, poluição... nem os ruídos pareciam existir naquele momento.

E não adianta, não tenho fotos dessa cena, é proibido ficar tirando fotos na plataforma (sim, eu estava embarcado, depois conto mais disso), e nenhuma foto seria capaz de reproduzir o que eu vi. Ficou só na minha memória, lamento por vocês... Mas confesso que queria alguém do meu lado naquele momento...

Em tempo, tentei mudar o endereço do blog mas não deu, a partir de agora vou divulgar como www.blogdomurdock.blogspot.com

9 comentários:

Adao Braga disse...

Lindo mesmo! Fascinante! Apesar da ausencia por estes tempos, vim hoje dizer que assim que puder, volto a visitar como antes.

Vanessa disse...

Ah, eu já vi fotos desses momentos... apesar de eu não poder embarcar, eu imagino a sensação de leveza que deve ser :D
É isso aí, meu amigo!
beijos

Anna Flávia disse...

você é um privilegiado!!


e eu não tinha percebido a mudança.

beijo!

Murdock disse...

Na verdade, eu mudei mas tive que "desmudar" porque os links pras postagens antigas não mudaram. Mas agora só vou divulgar o outro endereço
www.blogdomurdock.blogspot.com

Cármen Neves disse...

Murdock, boa tarde!
Lindo como descreveste a cena! Eu vi uma parecida com essa, no Farol de Santa Marta, Laguna, Santa Catarina, a imortalizei no meu livro, A Magia do Farol. No dia, tamanha a beleza, nem lembrei da foto, mas também ficou gravada na minha memória e na minha alma! Ah! Havia várias pessoas admirando-a! Grata pela visita.

Lelinha disse...

=0

Sabe que eu quase chorei lendo e tentando (muito porcamente) visualizar a cena... Perfeito é pouco! Muito pouco!

Vc tem a mesma opinião que eu sobre cada pôr-do-sol ser único...
Minha próxima meta será admirar um belo nascer do sol, possivelmente láááááá em Arraial..

Beijo, moço!

Beth disse...

Olha não cheguei tão longe...180 km da costa é coisa prá caramba. Mas já estive num lugar, bem longe de tudo, quase em mar aberto, mas cercado de muito verde. Era uma ilha na costa do Paraná e foi uma das mais belas visões de crepusculo que tive na vida.
Sei bem o que falas...ou quase, mas sei que é inesquecivel.

Magui disse...

Deve ter sido deslumbrante mesmo.Meu filho , que tb fica embarcado, me disse que o mar é transparente de tão limpo, uma maravilha.Tenho a certeza que vc verá outros assim.

a calma alma má disse...

quem dera ter esta oportunidade.
Sol e mar tem um grande efeito em mim.
bjo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails