domingo, 6 de janeiro de 2008

A dança


Eu adorava dançar com ela, era algo diferente. Se bem que eu nunca soube dançar direito e por isso não tive muitas experiências na área, mas com ela sempre foi diferente. Me sentia bem e talvez por isso até conseguisse enganar ou realmente dançar bem.
Sentir seu corpo junto ao meu em um ritmo qualquer, o clima sensual nos envolvendo. Cada movimento sincronizado, a música nos envolvendo como lençóis em que não prestamos atenção mas sentimos a presença suave, somente compondo a cena. Nossos corpos suando levemente pelo movimento e pela proximidade do calor do outro. A textura da pele sentida através de leves toques das mãos nas costas, dos rostos colados, das mãos juntas. O cheiro dela me fazendo quase esquecer de onde estou, suas pernas tocando as minhas, envolvendo, sua boca na minha, passando pelo meu pescoço. Suas mãos segurando meus ombros com força, as minhas apertando seu corpo, acariciando suas costas, minha boca em sua orelha, beijando, mordendo, lambendo.

Sua respiração ofegante se confundindo com a música no meu ouvido, mudando meu ritmo e fazendo ela mudar o dela também. Sinto o cheiro do seu cabelo, sinto ele entre meus dedos, seguro, puxo. Suas pernas se enroscando nas minhas, sua pele morena e macia me deixando excitado, as unhas nas minhas costas, o suor se intensificando e molhando o lençol, o ritmo se alterando,se acelerando. A música se tornando orgânica, ofegante, gemidos, sussuros, beijos mordidas.

Pareço sentir sua boca em todo meu corpo, suas mãos me tocando por inteiro e eu sinto seu corpo como se estivéssemos nus, sinto seu gosto, a dança nos move como se fôssemos um só, parece que podemos nos sentir por dentro um do outro.

A dança com ela atinge um auge como um orgasmo e eu nem sei mais se consigo ouvir uma música no fundo.

7 comentários:

B - A Vida Secreta disse...

Gosto deste texto!

euzinha flavia .it disse...

sabe d uma coisa? cada um de nos tmos uma musica interna, muitas vezes encontramos pessoas com uma musica semelhante a nossa, e como a musca temos tb um ritmo, ou dança particular que quando encontramos pessoas com o sincronismo perfeito gera uma energia e o encaxe perfeito.para encontrar esse nosso outro lado, basta estar atento, e sabe pq? pq cruzamos com milhares de pessoas por dia e uma delas pode ter a musica, o ritmo ou dança que se encaixa com a nossa........entao: sempre alerta bjos

Adao Braga disse...

Era uma dança ou ai no meio, foi uma cópula, e depois, voltou á dança, ou, é tudo a mesma coisa?

Anna Flávia disse...

Uia! Que intenso!

Beijo

Cármen Neves disse...

Murdock - Ao ler o texto,foi como se eu estivesse lendo cenas de um livro: um romance!Gostei! Que tal escrever um?! Um abraço,

Beth disse...

idem carmem!!Amei esse teu texto...mas o adão tem que quebar o clima não é mesmo??
beijos

Cármen Neves disse...

Beth - Tenho quase certeza que o próximo livro editado, depois do meu, será o do Murdock. Eu já disse a ele, quero ser madrinha. Quanto ao Adão, acho que nem ele acreditou no que leu. Beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails