quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Cartões

Engraçado como no Brasil algumas coisas tomam proporções ou assumem características completamente diferentes da realidade. A última agora são os cartões corporativos que ficara associados a algo como um Cartão Corrupção mas essa visão é simplista e tendenciosa e acredito que os cartões são até uma arma a favor do povo e contra o mau uso do dinheiro público. Senão vejamos.

Alguém aí sabe dizer quanto custa fazer uma estrada ou uma ponte? Nem eu, então se o preço fica em 100 milhões a maioria de nós não vai saber reclamar e desses 100, uns 30 podem ir para no bolso de deputados que aprovaram a obra, facilitaram a escolha de tal empreiteira e por aí vai. Provavelmente ninguém vai saber onde foi parar o dinheiro nem com o que foi gasto.

Agora, com um cartão que mostra tudo, sabemos que o dinheiro foi usado pra pagar tapioca, cabelereiro e outros... É uma prestação de contas obrigatória.

Mas não, o povo prefere ver a coisa pelo lado simples.

3 comentários:

Anna Flávia. disse...

esse povo do brasil é complicado, ainda bem que não sou daqui.

e não sei responder tua pergunta, vai ver é uma questão de ângulo. mudo muito de uma foto pra outra.

beijo

Beth disse...

Concordo plenamente contigo !!!!
Acho, sinceramente, que gasta-se muito mais com as ditas obras do que com o mal uso do cartão. Mas, meu caro...estamos em ano eleitoral...tudo vira escandalo para chamar a atenção.

beijão

adaobraga disse...

Há muitas questões a serem levantadas e respondidas, no entanto, a criação dos cartões, era com o intuito de facilitar a fiscalização. Coisa simples e normal.

O sujeito passa o cartão, pega a nota, e prova o que comprou.

O sujeito saca o dinheiro, paga, compra, prova com notas e recibos.

O problema, é que não avisaram a estes sujeitos, que o cartão apesar de ter limite alto, é "rastreavel" e que eles deveriam prestar conta.

Coisa de gente que pensa que telefone sem fio não tem conta no final do mês.

Agora estão com outro problema: O que fazer com estes que usaram o recurso de forma equivocada? Devolver resolve? Até resolve, mas fica a dúvida sobre a honestidade, credibilidade, confiabilidade e outros tópicos da ética e da moral.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails