terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Onde está o erro?

Estava eu num shopping fazendo compras de Natal nesse calor do Rio de Janeiro e notei que o ar-condicionado parecia não dar vazão. Pensei em como a demanda de energia elétrica devia subir nesses dias e o consumismo das pessoas exigindo a fabricação e invenção de mais e mais produtos, e a história de "como as coisas são feitas" e voltei a pensar sobre nosso papel no mundo.

Alguns cientistas creem que somos apenas uma passagem para uma forma de vida superior, as máquinas. Criaremos máquinas inteligentes que nos substituirão no domínio da Terra ou talvez nossa consciência passe para robôs, muito mais eficientes e resistentes do que seres baseados em carbono. Talvez falte a essas máquinas aquilo que mais nos impulsiona, o sentimento. Talvez.

Por outro lado vejo que não adianta tentarmos melhorar ou salvar o mundo, quanto mais mexemos, mais o Universo tende ao caos, vide as leis da termodinâmica. Mesmo técnicas eficientes por um lado demandam um grande gasto por outro, os recursos são limitados e mesmo para utilizar a energia do Sol nós vamos gastar muito da Terra. Aliás, caso você não saiba, praticamente toda energia que usamos vem, de uma forma ou de outra, do Sol.

Mas por que somos tão nocivos ao nosso planeta? Será que não temos o direito de estar aqui? Se nos foi dada a capacidade de raciocinar e criar, construir estradas que cortam montanhas ou cidades que derrubam florestas, onde está o erro? Será que o equilíbrio da natureza não é tão perfeito como imaginamos ou somos um tipo de vírus na Terra? Para os bilhões de anos que o planeta tem, seríamos apenas uma infecção por bactérias que logo vai se acabar quando o sistema imunológico dela agir.

Eu sei que é estranho pensar isso nessa época do ano. Ok, é estranho pensar nisso em qualquer época do ano.

4 comentários:

Max disse...

Você tocou num ponto sobre o qual já refleti bastante e já ouvi muito do meu irmão, biólogo também. Não temos como fugir do fato de que somos na essência devoradores de moléculas. E não digo apenas o ser humano, como topo da cadeia alimentar e que se alimenta de outros sers vivos não, mas sim a vida como um todo. A vida surgiu de uma combinação de moléculas que foram se juntando e ficando cada vez mais complexas, necessitando devorar outras moléculas para manter o processo. Como você colocou, ta aí a 2a. Lei da Termodinâmica que nos diz que Entropia sempre cresce. Ou seja, para nos tornarmos esse complexo envolvimento de moléculas em simbiose, há necessidade de consumo absurdo de energia e de, novamente, devorar cada vez mais moléculas.

Somos os maiores parasitas da natureza. Mas somos bons no que fazemos. Não há como fugir da essência da vida: ser abeira, rs.

E que seja infinito enquanto dure, heheh.

Max Junqueira

Adao Braga disse...

O exterminio de parte da raça faz planos do equilibrio natural. A natureza, a força cósmica universal, faz o equilibrio por meio e ações disfarçadas tais como: tsunamis, terremotos, epidemias, ... morrem milhares todos os dias e asssim o equilibrio vai se estabelecendo.

Claro que, quando os eventos naturais não conseguem manter o equilibrio, neste caso, as forças humanas entram em ação: uma guerra, um acidente nuclear... etc.

Não me preocupo não!

¤(`×[¤ Juzinhah ¤]×´)¤ disse...

eu tendo a achar que um dia, culpa nossa ou não, não estaremos mais aqui, e a terra vai se recuperar então surgirão outros que tomarão o nosso lugar... não justifica não tentar preservar o planeta, o mal uso dos recursos poderia ser contornado... enfim, só não acho q esse lance "matrix" vai rolar não, isso eh piração.

nina_zaretchnaia disse...

Não é nada estranho pensar nisso nessa época do ano, aliás pelo contrário. Acho que são esses pensamentos que deveriam vir no Natal. Minha maior preocupação agora foi com eletroreciclagem. E felizmente depois de muito google, fui esbarrar no Natal da Eletroreciclagem no metrô da Carioca e ontem fui correndo que nem uma louca pra doar todos os eletrônicos que não usava mais. Este foi meu presente de Natal pra mim mesma.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails