terça-feira, 17 de novembro de 2015

Grito

Um grito mudo, com todas as forças, que faz a garganta arder, o peito doer, tira o fôlego, traz lágrimas aos olhos e que ninguém ouve.

Com as mãos abro o peito, rasgo a pele e os músculos, exponho ossos, arranco as costelas, expulso pulmões e coração com o último suspiro.

Um comentário:

Iara disse...

Deu resultado?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails