terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Você iria para a cama comigo hoje à noite?

Muitas vezes falei desse assunto com amigas minhas mas dificilmente elas concordam. Já sugeri que algumas fizessem a experiência descrita abaixo e me surpreendi quando soube que ela já foi feita há muito tempo. Mesmo considerando a distância no tempo, hoje os resultados não seriam diferentes. Leiam a experiência e meu comentário depois dela.


Você iria para a cama comigo hoje à noite?

"Alguns dos homens que caminhavam tranquilamente pelo campus da Universidade da Flórida em 1978 foram abordados por uma bela mulher que dizia: “Eu tenho observado você. Te acho muito atraente. Você iria para a cama comigo hoje à noite?”.

Os rapazes provavelmente pensaram que se tratava de seu dia de sorte, mas na verdade eles estavam tomando parte involuntariamente num experimento criado pelo psicólogo Russell Clark.

Clarck convenceu os estudantes de seu curso de psicologia social a ajudarem-no a descobrir qual sexo seria mais receptivo a uma oferta sexual de um estranho. A única maneira de descobrir, segundo ele, seria ir para a rua e observar o que aconteceria em uma situação real. Instruídos por ele alunos e alunas saíram pelo campus fazem a proposta a estranhos.

Os resultados não surpreenderam. Setenta e cinco por cento dos homens aceitaram a proposta (e aqueles que recusaram, em sua maioria, alegaram que eram casados ou tinham namorada).

Das mulheres abordadas, no entanto, nenhuma aceitou. Na verdade, grande maioria se sentiu ofendida e exigiu que o rapaz se afastasse.

Inicialmente o experimento de Clark foi rejeitado pela comunidade psicológica como sensacionalista, mas eventualmente ganhou aceitação e admiração por mostrar o quão discrepantes são as atitudes sexuais de homens e mulheres. Hoje é considerado um clássico."



O que eu quero dizer com isso? O que todo homem sabe e algumas mulheres também mas que a maioria delas não admite: é muito mais fácil para a mulher conseguir um homem do que o contrário. Claro, todas vão dizer que não é assim, que se quisessem qualquer um era fácil, que homem não tem critério e blá blá blá. Mas é isso mesmo! Como assim? Explico.

O homem, selecionada a mulher (praticamente qualquer uma), precisa passar pelo rigoroso critério de seleção dela e aí, como nosso amigo da experiência, vai tentar, tentar, tentar muito até conseguir algo. Porque vocês acham que um homem, em um local adequado, parte pra cima de todas? Se tiver 10% de eficiência, tem que tentar pelo menos 10 mulheres para conseguir uma, supondo que ele seja o tipo que agrade 10% das mulheres. Por tipo entendam aí os seus critérios, aparência, roupa, inteligência, humor, sorriso, grana, o que seja.

E a mulher? Selecionado o homem, depois dos seus rigorosos critérios, ela não terá mais praticamente obstáculo nenhum já que os critérios dos homens são praticamente nulos. A dificuldade delas está em selecionar o homem já que dificilmente 10% da população masculina de um local irá agradá-la. Então, muito mais difícil pra mulher, já que ela tem que passar pelo critério dela para achar alguém, certo? Não, isso tornaria as coisas no máximo igual para os dois. No entanto, a partir do momento que a mulher baixa seus critérios, as coisas ficam cada vez muito mais fáceis. E nem precisa apelar para o "pegar qualquer um".

Eu sempre lembro de um reality show que o Luciano Huck fez uma vez, um tipo de Ilha da Putaria em que colocou 6 caras e 6 garotas pra se pegarem. Vi o primeiro episódio e enquanto os caras ficaram felizes porque cada garota agradou mais a cada um deles, o que não traria disputas, as garotas diziam "ah, vamos combinar, nenhum ali é grande coisa". E era o padrão Globo de gente para aparecer na TV.

Admito que isso se aplica quase exclusivamente a relações temporárias, de um dia (ou noite) só. Em relações duradouras surge o velho medo masculino do compromisso e aí a coisa complica para as mulheres. E porque? Porque os papéis se invertem e aí é o homem quem fica muito mais seletivo.

Mesmo para quem ainda discorda, é só ver o resultado da experiência, ou refazê-la por conta própria. Ou seja, com um homem e uma mulhere baixando seus critérios a zero, a mulher teria muito mais chances do que o homem. Se todos os homens e mulheres baixarem os critérios, você tem o Carnaval de Salvador.

PS: Se quiserem ler mais experiências bizarras, vejam em: Experimentos mais bizarros da história

5 comentários:

ABB disse...

Aprendi que entre tantas, uma das diferenças entre mulher e homem é isto:

"A mulher está ao lado do homem para o que der e vier, o homem está do lado daquela que vier e der!"

Alice Voll disse...

Eu tb acho que é mais fácil pra mulher, ainda mais em caso de pegação rápida, pq na verdade é a mulher que escolhe com quem quer ficar não o homem!

Van disse...

Humm... leia a mensagem do meu layout novo.
Beijoooos

Iara disse...

Hein???
Tipo, eu sou tímida, como vou conseguir um namorado na balada?

Silvia disse...

Menino, curiosa que sou, fui lá ver as bizarrices; cada coisa, como podem?

Mas vamos ao post: Concordo com vc, para a mulher é muito mais fácil, por que o homem atira para todo lado!
Apesar que, hoje em dia, as mulheres já baixaram bem o nível da seleção, estão "pegando" como homens...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails