quarta-feira, 27 de abril de 2011

Murro em Ponta de Faca

Não sei por que eu ainda me estresso com algumas coisas. É teimosia minha mesmo, se não insistisse, não me aborrecia. Pra que tentar explicar coisas pra quem só ve o que quer? Aliás, alguém atualmente está disposto a ver além do que está dentro de sua própria cabeça? É, porque as pessoas se atém àquilo e foda-se o resto, dane-se que estão esfregando verdades na cara dela, se postam como onisciêntes e pronto. Deve ser porque atualmente é sinal de fraqueza mudar de opinião, de ideia, aceitar o conceito de outros. Cuiroso que muitos adoram dizer que "prefiro ser essa metamorfose ambulante" mas mudar que é bom, nada. Só quando lhe convém, certamente.

Por outro lado, estou cada vez mais cansado das pessoas e por isso cada vez mais enfiado num casulo. Ok, até que é um casulo confortável.

4 comentários:

Tinúviel disse...

Sempre fico chateada com as pessoas, espero sempre uma reciprocidade, porém, nunca acontece isso.
Fico triste, falo que vou mudar de roda de amigos e tudo o mais, mas no dia seguinte abstraio e busco acreditar sempre em dar uma chance nova ou depositar essa chance em uma nova pessoa que eu conhecer, é um ciclo vicioso, mas muito cansativo..me estressa muito. E só consigo sair disso quando paro de falar de vez com a pessoa, é tipo 8 ou 80.

Silvia Mantovani disse...

Caríssimo,

O pior é que você ainda está na casa dos trinta, imagina quando tiver 50!?!

bjsss

Elita disse...

caramba Daniel, vc está pessimista mesmo aqui, nem parece o mesmo cara que postou no meu blog comentários positivistas!!!
Mas te entendo viu?!E como...
bjos

Murdock disse...

Ah, Elita, é que tem horas que o copo transborda e aí a gente tem que colocar um pouco pra fora, sabe? rs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails